segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Importância da Escrita

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.


Relatório nº. 17
Turma: LP3
Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa
Intercalada: Importância da Escrita
Data: 01/12/09 terça
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos nossa oficina com a socialização dos professores sobre as atividades do Avançando na Prática referente às unidades 23 e 24, alguns professores aproveitaram para socializar outras atividades que estavam atrasadas. Este momento foi muito rico devido à interação dos professores, foi visível o avanço que os alunos e os cursistas tiveram no decorrer do ano em relação ao planejamento das atividades e suas aplicações.
Em seguida os professores assistiram ao filme “Narradores de Javé”[1] e em seguida discutimos sobre a importância de alguns assuntos dos abordado no filme, como:
o A importância do registro escrita dos acontecimentos de nos cercam;
o A prática do registro profissional do professor;
o A valorização do ambiente letrado em que o indivíduo está inserido;
o A valorização da linguagem escrita na sociedade;
Por fim os cursistas avaliaram o rendimento da oficina, por meio de pontuações em uma folha não identificada. A avaliação teve por objetivo o aprimoramento da próxima oficina intercalada.
[1] Filme brasileiro de 2003, do gênero drama, dirigido por Eliane Caffé.

Leitura para adolescentes

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.


Relatório nº. 18
Turma: LP5
Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa
Intercalada: leitura para adolescentes
Data: 05/12/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a socialização das atividades desenvolvidas em sala referente às unidades 23 e 24 do TP6, os professores comentaram a evolução que seus alunos tiveram durante o ano nos quesitos: leitura, interpretação, produção de texto e oralidade.
Em seguida os cursistas participaram da dinâmica do presente, cada cursista passava uma caixa embrulhada para um colega, cada vez que a cursista anunciava uma qualidade ou característica dos participantes do grupo como: o mais alegre, o estudioso, o crítico etc. Ao final da dinâmica o cursista, considerado mais justo pelos demais, abriu o pacote e dividiu os bombons com os colegas.
Antes de falarmos sobre o tema do encontro, os cursistas foram convidados a assistirem ao filme “Entre os muros da escola”[1], por tratar de um assunto pertinente e real em nossas salas, os cursistas organizaram um debate onde discutiram a postura do professor em relação a indisciplina dos alunos e a preocupação da comunidade escolar com o desenvolvimento cognitivo dos alunos. A professora Nilza identificou-se com o filme e relatou que em sua escola a equipe pedagógica durante o ano esteve muito preocupada com a indisciplina dos alunos e não acompanhou o desenvolvimento da aprendizagem dos mais necessitados.
Após o intervalo, montamos a feira do livro. Cada cursistas levou pelo menos cinco exemplares de livros que considevam adequados para iniciar e popularizar a literatura entre os adolescentes. Os cursistas apresentaram os livros previamente selecionados, comentaram sobre a temática e autor de cada livro, e por fim relataram uma possível estratégia de leitura que motivasse seus alunos.
Ao final da oficina, os cursistas foram avisados que as próximas duas oficinas eram destinadas a avaliação do projeto e do curso e que as turmas ficariam juntas para melhor socialização dos projetos.
[1] dirigido por Laurent Cantet

Leitura para adolescentes

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.


Relatório nº. 18
Turma: LP3
Turno: vespertino
Área: Língua Portuguesa
Intercalada: leitura para adolescentes
Data: 05/12/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Especialmente no dia 05 de dezembro de 2oo9, os cursistas da Turma LP3 – terça/noturno – foram convidados a participar da oficina no sábado no período vespertino. Todos os cursistas compareceram ao encontro.
Iniciamos a oficina com a socialização das atividades desenvolvidas em sala referente às unidades 23 e 24 do TP6, os professores comentaram a evolução que seus alunos tiveram durante o ano nos quesitos: leitura, interpretação, produção de texto e oralidade.
Os cursistas organizaram uma feira do livro para apresentar aos demais colegas os exemplares que consideram adequados para iniciar e popularizar a literatura entre os adolescentes. Os cursistas apresentaram os livros previamente selecionados, comentaram sobre a temática e autor de cada livro, e por fim relataram uma possível estratégia de leitura que motivasse seus alunos.
Após o intervalo, os cursistas foram convidados a assistirem ao filme “Entre os muros da escola”[1], por tratar de um assunto pertinente e real em nossas salas, os cursistas organizaram um debate onde discutiram a postura do professor em relação a indisciplina dos alunos e a preocupação da comunidade escolar com o desenvolvimento cognitivo dos alunos.
Em seguida os cursistas participaram da dinâmica do presente, cada cursista passava uma caixa embrulhada para um colega, cada vez que a cursista anunciava uma qualidade ou característica dos participantes do grupo como: o mais alegre, o estudioso, o crítico etc. Ao final da dinâmica o cursista, considerado mais justo pelos demais, abriu o pacote e dividiu os bombons com os colegas.

Ao final da oficina, os cursistas foram avisados que as próximas duas oficinas eram destinadas à avaliação do projeto e do curso e que as turmas ficariam juntas para melhor socialização dos projetos.
[1] dirigido por Laurent Cantet

TP6 unidades 21 e 22

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 16
Turma: LP3
Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa
TP6: 21 e 22
Data: 07/11/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos nossa oficina com o vídeo “Vida Maria”[1], os cursistas puderam manifestar suas opiniões acerca do assunto “o educando de hoje tem o apoio dos responsáveis na educação escolar” abordado pelo vídeo.
Seguimos com a socialização das atividades do Avançando na prática referente ao Tp2 unidades 7 e 8. Os professores comentaram o desempenho dos colegas e o seu próprio, na realização do planejamento da atividade e sua aplicabilidade, também analisaram a conquista dos objetivos propostos.
A professora formadora fez uma explanação sobre os temas: “Argumentação e Linguagem” e “Produção de texto: planejamento e escrita” para começar o estudo do Tp6.
Para explorar melhor os conteúdos, os cursistas foram dividimos em grupos: 1º grupo: analisou e fez a aplicabilidades do texto: “Como nos tornamos diferente?” página 38; 2º grupo: desenvolveu o Ampliando nossas referências da página 59; 3º grupo: desenvolveu as atividades do texto: “Na terra do frevo” da página 93; 4º grupo: analisou e fez o planejamento de atividades a partir do texto: “Espírito Carnavalesco” da página 219.
Após o intervalo os cursistas socializaram as atividades desenvolvidas nos grupos. Neste momento os cursistas trocaram sugestões e interagiam, também questionaram sobre os assuntos que não ficaram claros durante a explicação. A professora coordenou as respostas dos grupos e quando necessário, complementou os comentários feitos pelos cursistas.
No fim fizemos o sorteio de alguns livros e motivamos os cursistas para a leitura das próximas unidades do TP6.
[1] Acesso em: www.youtube.com

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Adaptação do trava-língua: O rato roeu a roupa do rei de Roma

O rato roedor roxo riu e roeu a ridícula rica roupa do rigoroso rei romântico de Roma.

Dinâmica realizada pelos cursitas da turma LP3

Calendário de visitas

CALENDÁRIO DE MONITORAMENTO

OUTUBRO

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA
22 E.E. Vespasiano Martins 3º tempo 23
28 Matutino: E.E.Dolor Ferreira 1º tempo e
E. E. Ada Teixeira 2º e 3º tempo vespertino


NOVEMBRO

SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA
3 E.E. João Carlos flores 5º t. Matutino
5 E.E. Vespasiano Martins 3º tempo terezinha e thaís
9 E.E. Sebastião Santana 5º tempo
12Gestar 13 gestar
16 E.E. Elvira Mathias de Oliveira, 4º e 5º professora Eliane
18 E.E. Athur de Vasconcellos 1º Tempo
20 E.E. Antonio Delfino.Vespertino Projeto 1º Tempo
23 E.E Joelina 13h30
24 E.E Henrique Cyrillo 7h
25 E.E. Maria Elisa 1ª tempo

TP6 unidades 23 e 24

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 16 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP6: 23 e 24 Data: 24/11/09 terça
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a socialização das atividades referente às unidades 21 e 22 desenvolvidas em um período de aproximadamente quinze dias. Os cursistas obtiveram bons resultados no decorrer das atividades e destacaram o desenvolvimento dos alunos no decorrer do aluno em relação à leitura, produção e oralidade.
Construímos um texto com base no trava-língua “O rato roeu a roupa do rei de Roma”, cada professor acrescentou uma palavra (substantivo, verbo, adjetivo ou conectivo) que começasse com a letra “r”. Foi um momento divertido, pois o texto produzido ficou engraçado e difícil de ser decorado.
Verificamos as dúvidas referente as unidades 23 e 24 que contemplam a edição de texto e a leitura para adolescentes. Durante a socialização, surgiram várias sugestões de como trabalhar a edição de textos com os estudantes, como por exemplo, a revisão em grupo em que cada aula a professora atende um grupo individualmente. Analisamos também a utilização de códigos para a revisão e a sua eficácia e alguns aspectos que podem ser considerados na hora da revisão no campo da pragmática, semântica e morfossintática.
A cursista Hélia manisfestou-se contraria a utilização de códigos para a revisão dos textos, pois apóia uma produção livre por parte dos alunos e que a revisão voluntária (partindo do aluno e não do professor) acontece conforme a maturidade dos estudantes. As ideias da professora foram debatidas pelo demais cursistas que acreditam que é necessária a mediação exercida pelo professor na revisão e reescrita dos textos escritos pelos estudantes.
Em seguida, os cursistas assistiram ao slide com gafes cometidas por jornais do Rio de Janeiro e reestruturamos algumas orações, levando em conta o veículo de circulação e publico a ser atingido. A formadora sugeriu aos cursistas a aplicação dessa atividade em sala.
Após o intervalo realizamos um debate sobre o que os adolescentes devem ler, os professores dizem ser a favor da leitura de gibis, revistas, jornais e que os clássicos devem ser introduzidos no cardápio de acordo com a experiência de leitura de cada aluno.
Então, a formadora sugeriu aos cursistas a leitura em sala do livro “A bolsa amarela” de Lygia Bojunga da seguinte maneira: ler a cada aula um capítulo do livro, como o livro apresenta o gênero carta pessoal e diário, solicitar aos alunos que escrevam um carta a um personagem fictício que relate o seu dia; os professores devem recolher os textos e guardar em um bolsa amarela; ao final da leitura do livro o professor deve devolver aos alunos os textos produzidos e iniciar o processo de revisão, reescrita e divulgação dos textos produzidos.
Por fim a formadora executou com os cursistas a dinâmica do zoológico em que os cursistas se identificaram em um animal e refletiu sobre suas atitudes em relação ao grupo. Os cursistas também foram motivados a colocar os relatórios em dia e participar da próxima oficina.

TP6 unidades 21 e 22

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.






Relatório nº. 15 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP6: 21 e 22 Data: 10/11/09 terça-feira
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos o nosso encontro com a dinâmica do “Barco”, em duas equipes, os cursistas apostaram corrida em cima de uma folha de papel pardo que não poderia rasgar. O objetivo da dinâmica era despertar no professor cursista a necessidade de planejar as suas ações perante os desafios.
De volta a sala, os cursistas socializaram as atividades desenvolvidas no TP2 unidades 7 e 8. Destaco a atividade do professor Ademir, que trabalhou a leitura dos quadros de Leonardo Da Vince.
Socializamos a unidade 21 do TP6 “Argumentação”, durante a explanação percorremos o TP6 exemplificando alguns pontos de discussão e analisando as atividades propostas como o texto instrucional da página 20, a fábula p. 30, a HQ p. 25. Analisamos também a qualidade da argumentação através da anedota da página 44 e exemplos do cotidiano dos professores.
Já na unidade 22, do mesmo TP, comentamos sobre a importância do planejamento. O que devemos prever ao aplicar uma atividade para o estudante e como motivar os nossos alunos ao habito de revisão e reescrita do texto.
Após o intervalo assistimos ao Vídeo “Vida Maria” e os cursitas comentaram a respeito. Em duplas, criaram um final para a crônica “Espírito Carnavalesco” de Moacyr Scliar e fizeram um planejamento utilizando diferentes estratégias para atividades de leitura, interpretação e produção de texto.
Não foi possível finalizar as atividades devido a falta de energia elétrica.

TP6 unidades 21 e 22

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº Turma: Turno:
Área: Língua Portuguesa TP6: 21 e 22 Data: 07/11/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito/Rosa Neide
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Devido ao número reduzido de cursistas, algumas atividades planejadas não puderam ser executadas como, por exemplo, a dinâmica do barco e as atividades em grupo.
Iniciamos, então, com o vídeo “Vida Maria”. Comentamos sobre o papel que a educação exerce na sociedade, principalmente entre os menos favorecidos e a paixão pela educação e a responsabilidade do professor.
Juntamente com a formadora, as cursistas fizeram o estudo das unidades 21 e 22 do TP6 exemplificando os temas abordados com suas práticas docentes, analisamos as atividades das páginas 20, 25, 30 e 44. Os cursistas tiveram dificuldades para analisar a questão envolvia um texto instrucional com sequência tipológica argumentativa, assim como a fábula do “Leão e o Ratinho”. Aproveitando a oportunidade a formadora retomou o conceito de gênero textual e sua utilização.
Em seguida foram propostas as cursistas a aplicabilidade do estudo, através da excussão da atividade da página 219. Elas fizeram à leitura da crônica “Espírito Carnavalesco” de Moacyr Scliar e escreveram um novo final. Na segunda etapa da atividade planejaram a utilização desse texto em sala de aula e socializam com a turma.
Por fim as cursistas foram motivadas a lerem as unidades 23 e 24 do TP6.

TP2 unidades 7 e 8

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 15 Turma: LP5 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP2: 7 e 8 Data: 24/10/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina Leitura do texto: “A todos, eu lecionei ”, Comentários sobre o texto e reflexão sobre o papel do professor na Educação.
Na sequência, os professores cursistas socializaram as atividades desenvolvidas com os educandos em sala de aula do TP02 Unidades 5 e 6. Os professores manifestaram contentamento com a aplicação dos “Avançando na Prática”, que trouxeram perspectivas diferenciadas.
Para iniciarmos os assuntos do TP2 unidades 07 e 08, a professora formadora fez explanações sobre o tema: “Arte: formas e funções” e “Linguagem figurada”. Analisamos algumas obras de artes e do pintor expressionista Jean-Baptiste_Debret . E para relacionar com o dia a dia, trouxemos também para reflexão, o provérbio incluso na letra da música “Caras e Bocas” tema da Novela da Rede Globo, - “que caras e bocas me levam para Roma também”.
Para maior compreensão do tema abordado formamos grupos, para a aplicabilidade do tema: “A arte: formas e funções” e “Linguagem figurada” 1º grupo: p.78/81; 2º grupo: p.84/92; 3º grupo p.98/102; 4º análise da charge de Quino: Não me grite!
Ouvimos a música de Chico Buarque : Fantasia, que apresenta um tema social trabalhado maneira artística, e logo após, com o sentimento de arte que a música proporciona, os grupos estudaram e discutiram entre si e concluíram expondo seus ponto de vista sobre Arte e Figura de linguagem para a classe. Houve muita interação, pois os professores comentaram sobre as dificuldades de trabalhar sobre obras de arte em sala de aula, por não ter uma base, mas observamos que com o estudo do TP tiveram um grande direcionamento e incentivo.
Para dar um norte às próximas oficinas, pedimos aos professores cursistas que fizessem uma avaliação, em uma folha sem identificação, da realização deste encontro.
E finalizando o curso, direcionamos a próxima oficina: Fases do planejamento: escrita, revisão e edição.

TP2 unidades 7 e 8

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 14 Turma: LP3 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP2: 7 e 8 Data: 10/10/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a retomada do conteúdo sobre descritores e distratores. Junto com a formadora, os cursistas analisaram questões com o nível do 6º ano apresentadas no data show e fizeram questionamentos referentes a avaliação e sobre alguns descritores.
Em seguida os cursistas foram divididos em grupos para analisarem questões da Prova Brasil para o 9º ano, a professora formadora fez inferências conforme a necessidade.
Após o intervalo, os cursistas produziram questões que contemplavam os descritores, para isso utilizaram os textos existentes no Balaio de Gatos. Os professores fizeram à leitura dos textos disponíveis e formularam questões. Aproveitamos o momento para socializar e analisar as questões produzidas pelos grupos.
Por fim os cursistas foram motivados a lerem as unidades que serão abordadas no próximo encontro.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Momento de avaliação/formação

Aquidauana

TP1 Esqueci de postar

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO

COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 10

Turma: LP5

Turno: sábado

Área: Língua Portuguesa

TP: 1 Unidades 1 e 2

Data: 15/08/09 terça

Formadora: Anny Michelly Brito

Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos nosso encontro com a leitura do poema “Aula de Português” de Drummond e analisamos o estilo utilizado pelo poeta.

Os cursistas socializaram as atividades desenvolvidas em sala e trocaram experiências de estratégias que deram certo. Em grupos os cursistas fizeram alguns exercícios do Tp: O grupo 1 analisou a unidade 1 do TP1, ressaltando os principais pontos e planejaram a apresentação para a turma. O grupo 2 analisou o poema “Caso do vestido” de Drummond e a música “O casamento dos pequenos burgueses” de Chico Buarque sob os aspectos do texto literário, também planejaram uma apresentação. Esse grupo utilizou imagens de Drummond em sua apresentação. O grupo 3 analisou a secção 3 da unidade 2 do TP1, que trata sobre as modalidades da língua.

Após o intervalo os cursistas fizeram a leitura de trechos do texto da página 59 a 61, em seguida foram divididos em dois grupos para realizar um debate. O grupo A defendeu o uso da gramática pela gramática e o B o uso do texto desprezando a gramática. Ao final da dinâmica pedi que os cursistas redigissem um texto com o seu perfil em relação ao ensino da gramática.

Por fim os cursistas foram motivados a lerem as unidades 3 e 4 no mesmo Tp.

Última Formação

Rosinha querida, minha tutora UNB, e eu!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Planejamento

Poesia

Gastei uma hora pensando um verso

que a pena não quer escrever.

No entanto ele está cá dentro

inquieto, vivo.

Ele está cá dentro

e não quer sair.

Mas a poesia deste momento

inunda minha vida inteira.
Carlos Drummond de Andrade





Poesia, a minha velha amiga...
eu entrego-lhe tudo
a que os outros não dão importância nenhuma...
a saber:
o silêncio dos velhos corredores
uma esquina
uma lua
(porque há muitas, muitas luas...)
o primeiro olhar daquela primeira namorada
que ainda ilumina, ó alma,
como uma tênue luz de lamparina,
a tua câmara de horrores.
E os grilos?
Sim, os grilos...
Os grilos são os poetas mortos.

Entrego-lhe grilos aos milhões, um lápis verde, um retrato
amarelecido, um velho ovo de costura. Os teus pecados, as
reivindicações, as explicações – menos
o dar de ombros e os risos contidos
mas
todas as lágrimas que o orgulho estancou na fonte
as explosões de cólera
o ranger dos dentes
as alegrias agudas até o grito
a dança dos ossos

Pois bem
às vezes
de tudo quanto lhe entrego, a Poesia faz uma coisa que
Parece nada tem a ver com os ingredientes mas que
Tem por isso mesmo um sabor total: ETERNAMENTE
ESSE GOSTO DE NUNCA E DE SEMPRE.
Mario Quintana

Quando vem um vento forte, elas
voam como aves, as folhas de papel,
como as folhas das árvores. Para
longe, onde não sejam lidas mais
Antes estavam uma após outra, 3,4,
5, na ordem. Agora soltas 9 agora
entre 55 outras 13 folhas voadas 20
de outras 43 mesas agora 18 as letras
7 soltas agora sobre 10 grama 62
da praça. Os pontos e as vírgulas
espalhados como grãos de areia
sobre a praia. Agora pousadas nas
calçadas, de cara para as solas dos
sapatos, nas poças,
agora estão
livres; as palavras

Arnaldo Antunes

terça-feira, 3 de novembro de 2009

TP2 Unidades 7 e 8

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 14 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP2: 7 e 8 Data: 20/10/09 terça-feira
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a leitura do texto “A todos lecionei” e a socialização das atividades realizadas nas últimas quinzenas, a cursista Luclécia explanou sobre sua prática com a reescrita coletiva de uma fábula produzida por um aluno. Com o xérox em mãos, os alunos juntamente com a professora fizeram a leitura de cada parágrafo, revisaram a ortografia, concordância, paragrafação e mudança de palavras para enriquecer o texto. Com isso os alunos puderam visualizar alguns erros que são cometidos com freqüência e recordar alguns conteúdos já estudados.
Retornamos aos descritores e distratares, que foram temas da última oficina, recordamos alguns descritores, a elaboração de alguns itens e estratégias que abordam os descritores em atividades realizadas pelos alunos.
Aproveitei para recordar aos cursistas que os relatórios reflexivos são um dos itens para certificação e que muitos cursistas estão em falta com a entrega dos relatórios ou os relatórios não estão de acordo com a estrutura combinada.
Em seguida fizemos o estudo das unidades 7 e 8, discutimos sobre o que é Arte, forma e funções e figuras de linguagem. Sugeriremos filmes que dá destaque a arte no cotidiano sofrido de alguns personagens envolvidos na trama. Ressaltamos a importância de usar em nossas aulas elementos que são da rotina dos nossos alunos, como por exemplo, a novela “Caras e Bocas” que comenta sobre as obras do pintor Debret e analisamos a música Fantasia de Chico Buarque.
Após o intervalo, foi disponibilizado aos cursistas alguns livros da coleção “Mestres das Artes” e para que fizessem um planejamento contemplado a leitura, interpretação e produção de textos com foco na Arte. Os grupos socializaram os planejamentos produzidos.
Assistimos ao vídeo Pleonasmo e comentamos sobre as possibilidades de trabalhar com o vídeo com os estudantes.
Em grupos os cursistas fizeram a atividade da oficina da página 154, analisaram a imagem e responderam as questões.
Por fim os cursistas foram motivados a fazerem a leitura das unidades 21 e 22 do TP6.

sábado, 17 de outubro de 2009

O que é Arte?


Picasso

Portinari

Ligia Baís

Paul Klee

Portal do Professor

O Portal do Professor é um ótimo instrumento para trocar experiências e publicar nossos artigos.

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnica.html?id=18637

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

VIDA MARIA

video

TP2

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 13 Turma: LP5 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa Intercalada: descritores Data: 26/09/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com o filme “O sabor e o saber” e comentários dos cursistas sobre o filme que abordou pontos importantes como: O que é educar, O que é prazeroso na educação, Qual o perfil do professor, entre outros.
Conceituamos os descritores e distratores e comentamos sobre a elaboração de itens, em seguida analisamos dez itens elaborados com base nos descritores estudados. Cada cursista leu um item e junto com a sala identificou o gabarito e o descritor que serviu de subsídio na questão.
Após o intervalo os cursistas foram divididos em seis grupo e cada grupo escolheu um descrito de um tópico para elaborar um item, os professore utilizaram os textos que estão no balaio de gato para essa atividade. E socializaram com a sala o material produzido, coube a turma desse momento, avaliar se o item produzido estava de acordo com descritor utilizado.
Disponibilizamos um tempo para que os professores fizessem a avaliação do encontro com o objetivo e melhor o próximo encontro.
Achei a oficina proveitosa, pois pode observar que os professores tem dificuldades na interpretação de alguns descritores.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 13 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa Intercalada: descritores Data: 29/09/09 terça-feira
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a socialização de algumas professoras a respeito das atividades desenvolvidas em sala. Assistimos ao filme “O saber e o Sabor” e em seguida comentamos sobre o tema abordado. Qual é o perfil do professor do futuro? Quem é o futuro? Como podemos educar essas crianças? O que é educar? Como instigar o interesse dos educando? Estas foram algumas perguntas norteadoras dos comentários feitos sobre o filme pelos professores. Achei este momento muito proveitoso e prazeroso, pois os cursistas recordaram o período que eram alunos e fizeram uma comparação com os professores de hoje .
Em seguida analisamos os descritores da Provas Brasil e os tópicos em que estão distribuídos. Cada cursistas fez a leitura de um tópico e comentamos sobre seu significado com intuito de chegarmos a um consenso sobre o que se trata o descritor.
Analisamos dez itens produzidos com base nos descritores, cada cursista fez a leitura de um item, a sala conferiu o gabarito e indicou qual descritor serviu de subsídio para o item. Pode verificar que os professores tiveram dificuldades em interpretar os descritores e também dificuldades em identificar o descritor no item.
Não tivemos tempo para aplicar o conhecimento adquirido no encontro com a elaboração de itens pelos cursistas, mas no próximo encontro destinaremos um tempo para a elaboração dos itens.

VIVA O NOSSO DIA


VIVA!!!! VIVA!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 12 Turma: LP5 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP: 5 unidades 5 e 6 Data: 12/09/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a mensagem “Educar com o Olhar” de Rubem Alves, em slides, para proporcionar aos cursistas um momento de reflexão. Fizemos uma explanação sobre as unidades em estudo: gramática interna, normativa e descritiva e organização de frases.
Passamos a apresentação de alguns provérbios e orientamos os cursistas a produzirem um texto de gênero livre que tivessecomo tema o provérbio implícito. Grupo 1 produziu um anúncio publicitário, grupo 2 um poema, grupo 3 produziu uma dramatização e o grupo 4 um fábula.
Em seguida dividimos a turma (LP4 e LP5) em quatros para realizar as atividades propostas: Grupo A analisou o diálogo do “Pluft” e planejou uma aula embasada em atividades do ensino produtivo e do ensino descritivo. Grupo B analisou o texto ampliando nossas referências “Questões ligadas ao ensino da gramática” e em um texto respondeu os principais questionamentos do estudo. Grupo C fez a analise da foto “Querida mamãe – obrigado por tudo” de Bradley Trevor Greive e realizou as atividades 8 e 9 página 60. O grupo D realizou o estudo do artigo “O vôo da Asa Branca” de Dioney de Moreira Gomes .
Durante a proveitosa socialização dos grupos, realizamos a dinâmica do boneco. O grupo A montou a cabeça, o B o tronco, o C os membros superiores e o D os membros inferiores. Ao montar o boneco, os grupos relacionaram palavras que representassem o Programa Gestar II e o tema estudado. Os cursistas se envolveram na dinâmica de maneira criativa e interativa criando assim, o “Boneco Gestar”.
Seguindo a orientação da próxima atividade, os cursistas produziramum texto no gênero bilhete, cada cursista em uma única folha sulfite deixou um bilhete para o colega usando uma variante regional. Para ilustrar a atividade desenvolvida assistimos ao vídeo: “Como o brasileiro elogia a sua mulher”
Por fim motivamos os cursistas para o nosso próximo encontro que terá como tema os decritores e destratores.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 12 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP: 2 unidades 5 e 6 Data: 15/09/09
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a mensagem “Educar com o olhar” de Rubem Alves e socializamos as atividades desenvolvidas durante a semana.
Divididos em grupos, os cursistas produziram um texto de gênero textual livre que utilizasse um provérbio com tema implícito. Os grupos foram criativos e desenvolveram bem a atividade.
Em seguida dividimos a turma (LP4 e LP5) em quatros para realizar as atividades propostas: Grupo A analisou o diálogo do “Pluft” e planejou uma aula embasada em atividades do ensino produtivo e do ensino descritivo. Grupo B analisou o texto ampliando nossas referências “Questões ligadas ao ensino da gramática” e em um texto respondeu os principais questionamentos do estudo. Grupo C fez a analise da foto “Querida mamãe – obrigado por tudo” de Bradley Trevor Greive e realizou as atividades 8 e 9 página 60. O grupo D realizou o estudo do artigo “O vôo da Asa Branca” de Dioney de Moreira Gomes .
Seguindo a orientação da próxima atividade, os cursistas produziram um texto no gênero bilhete, cada cursista em uma única folha sulfite deixou um bilhete para o colega usando uma variante regional. Para ilustrar a atividade desenvolvida assistimos ao vídeo: “Como o brasileiro elogia a sua mulher”
Por fim motivamos os cursistas para o nosso próximo encontro que terá como tema os descritores e distratores.

domingo, 20 de setembro de 2009

Poesia

... Todos os caminhos - nenhum caminhoMuitos caminhos - nenhum caminhoNenhum caminho - a maldição dos poetas...

Manuel de Barros
Retrato Quase Apagado em que se Pode Ver Perfeitamente Nadade "O Guardador de Águas"

...Para apalpar as intimidades do mundo é preciso saber:
a) Que o esplendor da manhã não se abre comfaca
b) 0 modo como as violetas preparam o diapara morrer
c) Por que é que as borboletas de tarjasvermelhas têm devoção por túmulos
d) Se o homem que toca de tarde sua existêncianum fagote, tem salvação
e) Que um rio que flui entre 2 jacintos carrega mais ternura que um rio que flui entre 2lagartos
f) Como pegar na voz de um peixe
g) Qual o lado da noite que umedece primeiro.Etc.etc.etc.Desaprender 8 horas por dia ensina os princípios.
IV
No Tratado das Grandezas do Ínfimo estavaescrito:Poesia é quando a tarde está competente paraDálias.É quandoAo lado de um pardal o dia dorme antes.Quando o homem faz sua primeira lagartixaÉ quando um trevo assume a noiteE um sapo engole as auroras

Manuel de Barros
Uma Didática da Invençãodo "O Livro das Ignorãnças"

Oficina conjunta: turmas LP4 e LP5


sexta-feira, 18 de setembro de 2009

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Língua de Eulália

[...] A norma-padrão é aquele modelo ideal de língua que deve ser usado pelas autoridades, pelos órgãos oficiais, pelas pessoas cultas, pelos escritores e jornalistas , aquele que deve ser ensinado e apredido na escola. Vejam bem que eu disse aquele que deve ser, não auqele que necessariamente é empregado pelas pessoas cultas. Essa nprma, ao longo do tempo, se torna objeto de um grande investimento. [...]

BAGNO, Marcos. A Língua de Eulália. Sâo Saulo: Contexto, 2008.

Nosso grande desafio, como professores de língua portuguesa, é descobrir que fatos da língua são significativos e podem realmente auxiliar o aluno na ampliação de seus recursos linguísticos, ampliar sua competência discursiva.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

domingo, 13 de setembro de 2009

TP1

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 11 Turma: LP3 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP: 1 unidades 3 e 4 Data: 01/09/09 terça
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a dinâmica do quebra cabeça, os cursistas escolheram os grupos de acordo com sua cor preferida, montaram o quebra cabeça e apresentam o texto existente no verso do quebra cabeça através de declamação e do canto. Este momento foi especial, pois cursistas se divertiram e deixaram aflorar o lado artístico.
Destinamos um tempo para a socialização das atividades desenvolvidas durante a quinzena, porém foi possível detectar que os professores estão disponibilizando mais aulas para a execução das atividades e na maioria dos casos as atividades ainda estavam em andamento. Aproveitamos o momento para conversar sobre o desenvolvimento do projeto e para lembrar aos professores a importância da entrega dos relatórios, já que este é um dos critérios avaliativos do programa.
Em grupos debatemos sobre o tema da oficina “Texto e Intertextualidade” através de uma apresentação em power point. Discutimos sobre: a importância de oficinas de leitura, leitura e leitor. Fizemos leitura de textos não verbais relacionados a rede de significados e a rede de imaginação. Analisamos a argumentação, a intergenericidade e intertextualidade dos textos “O gato feio” , “O carteiro chegou” e “Outra Vidas” . Também diferenciamos alusão, citação, referência, paródia e paráfrase através de vários textos.
Durante a apresentação os cursistas faziam inferências e a formatura complementava a explicação conforme a necessidade.
Finalizamos a oficina com o direcionamento para a leitura das próximas unidades (5 e 6) do Tp2.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 11 Turma: LP5 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP: 1 Data: 29/08/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Para podermos utilizar o recurso tecnológico do data show, agrupamos as turmas LP4 e LP5 do sábado.
Iniciamos a oficina com a socialização das atividades referentes ao TP1 unidades 1 e 2, aproveitamos o espaço para tirar dúvidas sobre o Projeto.
Em seguida os cursistas foram dividos em duplas para realização da dinâmica do quebra cabeça, após montar a figura geométrica os cursistas apresentaram para a sala em forma de declamação, dramatização ou cantatada os texto que estavam atrás da figura. Foi um momento de descontração em que os cursistas deixaram se levar pela criatividade.
Em círculo eles assistiram e participaram, com colocações oportunas, da apresentação de slides que contemplava as unidades 3 e 4 do TP1. Sugerimos que os professores trabalhem oficinas de leituras com suas turmas, mostrando alguns métodos.
Revisamos o que é texto, sobre as variações linguísticas, lemos algumas tiras da turma da Mônica em que é necessário do leitor um conhecimento prévio de mundo para que as tiras se tornem engraçadas, trabalhamos com leituras de imagens e com o reconhecimento de intertextualidade em textos verbais.
Fizemos a leitura do texto “O Gato Feio” como sugestão de atividade em sala, assim como a leitura do conto “O Patinho Feio” e a paráfrase “O patinho realmente feio” de John Scieszka criando um contexto em que os alunos pudessem compreender e localizar características nos textos.
Após o intervalo, em duplas, os cursistas fizeram a atividade proposta para a oficina do TP1 na página 172. Com base no texto A Língua , planejaram uma aula que colocasse em prática os conteúdos estudados nas duas unidades e que envolvesse leitura e produção de texto.
Os cursistas foram motivados a realizarem uma atividade do avançando na prática referente as unidades e a entregar os relatórios que estão atrasados.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 10 Turma: LP3 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP: 1 Data: 18/08/09 terça
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-


Iniciamos nossa oficina com a entrega do poema “Aula de Português” de Carlos Drummond de Andrade, fizemos a leitura do poema e conversamos sobre o estilo de Drummond.
Destinamos um tempo para os cursistas exporem o resultado da atividade desenvolvida com os alunos nos últimos 15 dias. Muitos professores ainda não haviam feito nenhuma atividade do TP após as férias. Solicitei aos cursistas que ainda estão com relatórios atrasados que coloquem em dia, pois já estamos na reta final do curso e os mesmo serão critérios de avaliação.
Dividimos a turma em três grupos, a proposta inicial era 4 grupos, mas não tivemos cursistas suficiente. Por isso a analise do texto Ampliando nossas Referencias foi desprezada. O grupo 1 analisou a unidade 1 do TP1, ressaltando os principais pontos e planejaram a apresentação para a turma. O grupo 2 analisou o poema “Caso do vestido” de Drummond e a música “O casamento dos pequenos burgueses” de Chico Buarque sob os aspectos do texto literário, também planejaram uma apresentação. Esse grupo utilizou imagens de Drummond em sua apresentação. O grupo 3 analisou a secção 3 da unidade 2 do TP1, que trata sobre as modalidades da língua.
Todos os grupos fizeram uma boa apresentação, entusiasmando a turma para a leitura posterior das unidades em estudo, a apresentação do grupo 1 fez brotar comentários pertinentes ao assunto Variação lingüística e sugestões de atividades. Já o grupo 3 sintetizou todo o tema estudado nas duas unidades.
Após o intervalo os cursistas fizeram a leitura de trechos do texto da página 59 a 61, em seguida foram divididos em dois grupos para realizar um debate. O grupo A defendeu o uso da gramática pela gramática e o B o uso do texto desprezando a gramática. Ao final da dinâmica pedi que os cursistas redigissem um texto com o seu perfil em relação ao ensino da gramática.
Reservamos um momento para agendar o próximo monitoramento nas salas em que os cursistas aplicam as atividades do Gestar II, houve também um momento de motivação para a leitura das próximas unidades.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

domingo, 16 de agosto de 2009

Oficina Intercalada

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.


Relatório nº. 9
Turma: LP5
Turno: matutino

Área: Língua Portuguesa
TP: Intercalada
Data: 01/08/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a leitura do Texto motivacional “A estória dos sapinhos”, que ressalta a importância de sempre pensar em coisas boas e ignorar as pessoas que não acreditam em nosso trabalho.

Logo após os cursistas sentaram em círculos para participar de uma dinâmica. Cada um retirou do envelope uma imagem, os professores tiveram que contar uma história coerente com a imagem dando sempre continuidade a história do colega. Os cursistas gostaram desse momento, pois propicia a criatividade dos alunos e evidencia a coerência texto, além de ser fácil e prático e montar o material utilizado.

Ainda em círculo, os professores participaram do Balaio de Gato, cada cursistas escolheu um texto de dentro do balaio com a missão de analisá-lo segundo o gênero textual, a sequência tipológica predominante, a coerência textual e identificar os elos coesivos. Nesse momento todos os cursistas participaram e conseguiram identificar com clareza cada ponto de analise. No fim concordaram que está atividade também poderia ser feita com seus alunos, adequando os textos do balaio de gato de acordo com o ano e a faixa etária dos alunos.

Dividimos a turma em três grupos para estudar os textos do “Ampliando nossas Referencias” que estão no TP4 e no TP5:

O grupo 1 analisou um fragmento do livro de Mantencio[1] da página 54 – 56 do TP4, discutiram as principais informações, listaram no papel manilha pontos de relevância para turma e apresentaram suas conclusões. Definiram o que é letramento, alfabetização e escolarização e onde cada processo acontece.

O grupo 2 fez a análise do texto “Por que meu aluno não lê” de Kleiman[2] (TP4 páginas 146-150), levando a turma a refletir sobre a importância da leitura em sala e sobre maneiras de motivar a leitura em nossos alunos. A formadora sugeriu que analisassem profundamente alguns questionamentos feitos pela a autora, pois poderia ajudar na definição e na problemática do projeto a ser elaborado.

O grupo 3 analisou no TP5 o texto “O vocabulário português” de Lapa[3] (TP5 páginas 54-59 que trata da estilística definindo o que é lexema, morfema, fantasia das palavras e parafantasia.

Após o recreio socializamos as atividades feitas em salas e dedicamos um tempo para discutimos sobre o tema do projeto e sua formatação. Definimos que utilizaremos o e-mail como ferramenta para trocarmos informações e passar orientações aos cursistas quando necessário. Pude anotar que ainda há professores com tema não definido e que demonstraram não ter intimidade com o gênero projeto. Por isso ressaltei a importância da troca de e-mail, para tirar dúvidas e orientar.

Grande parte dos professores com tema definido irá trabalhar com a leitura, produção de texto e letramento, como também utilizar recursos tecnológicos como blogs, conversas instantâneas e e-mails.

Os cursistas foram motivados a lerem o próximo TP e colocar em dia os relatórios atrasados.



--------------------------------------------------------------------------------

[1] MATENCIO, M de L. M. Leitura, produção de textos e a escola. Campinas: Mercado das letras, 1944. p. 17-19.

[2] KLEIMAN, A. Oficina de Leitura: Teoria e Prática. São Paulo: Pontes, 2002. p.15-17.

[3] LAPA, Manuel Rodrigues. Estilística da Língua Portuguesa. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 9
Turma: LP3
Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa
TP: Intercalada
Data: 04/08/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos a oficina com a leitura do texto motivador “A estória dos sapinhos”, os cursistas comentaram a leitura com uma reflexão de seus avanços profissionais e pessoais. Em círculo os cursistas participaram de uma produção de texto oral em que tinha que escolher uma figura contar uma história, porém era necessário existir coerência entre a história do colega e sua imagem. Os cursistas adoraram a dinâmica e deram sugestões de atividades que trabalhavam a oralidade.

Fizemos um momento especial para os cursistas relatarem o processo de desenvolvimento das atividades no primeiro semestre, refletiram sobre as mudanças ocasionadas pelo Gestar e a recepção dos alunos, e deles mesmos, ao “novo”.

Dando continuidade ao encontro, os professores foram convidados a retirarem do “Balaio de Gato” um texto, nesse momento foi necessário relembrar com os cursistas o que é um texto. Os cursistas foram orientados a analisar os textos de acordo com o gênero textual e a sequência tipológica, observar se o texto é coerente e se possui elos coesivos.

Os professores tiveram no início, dificuldades para estabelecer a que gênero textual o texto pertenciam, pois dependendo do meu meio que ele é produzido e meio utilizado para sua veiculação, o gênero pode migrar de um para outro. Em relação às sequências tipológicas, coerência e coesão, o número de dúvidas foi menor. Atividade foi significativa para os cursistas e os formadores, pois as duvidadas remanescentes foram retiradas e os professores enxergaram a possibilidade de trabalhar o balaio com seus alunos.

Dividimos a sala em grupos para fazer o estudo dos textos Ampliando Nossas Referências do TP4. O grupo 1 leu e analisou os principais pontos de um fragmento do livro da Mantencio[1] da página 54 – 56 do TP4, acredito que o grupo não conseguiu perceber a essência do letramento, associando o termo letrado à um título e não ao estado de saber interpretar o mundo a sua volta. O grupo 2 leu, analisou e socializou os principais pontos do texto “Por que meus alunos não lêem?”da Kleiman[2] da página 146 – 150, durante a socialização justificaram o desinteresse dos alunos devido a má formação dos professores, o que gerou uma grande reflexão.

Ao voltarmos do intervalo os cursistas escreveram um texto biográfico que destacava a formação acadêmica, escola de leciona, quantidade de turmas e os anos em que atua. Também conversamos sobre a elaboração do projeto, principalmente sobre o tema que será abordado. Colocações como datas e modelos de projetos serão passados aos cursistas via e-mail.

Por fim os professores foram motivados a lerem o TP1 para o próximo encontro.

--------------------------------------------------------------------------------

[1] MATENCIO, M de L. M. Leitura, produção de textos e a escola. Campinas: Mercado das letras, 1944. p. 17-19.

[2] KLEIMAN, A. Oficina de Leitura: Teoria e Prática. São Paulo: Pontes, 2002. p.15-17.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Unidades 19 e 20 TP5

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 8 Turma: LP5 Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa TP: 5 Unidades: 19 e 20 Data: 07/07/09 terça-feira
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Iniciamos o encontro com a leitura do texto “O voo da águia” de Affonso Romano de Sant’Anna o que nos levou a refletir sobre nossas práticas pedagógicas e ao que fazer diante as transformações que nos cercam.
Os cursistas receberam uma folha que continha as seguintes frases “O início do fim. Esqueceram meu nome. Uma ilha às escuras. A vaca voa.” e imaginaram uma situação em que as frases foram coerentes com a realidade proposta pelo professor, em seguida a formadora e os cursistas debateram sobre os conceitos de coerência e coesão textual.
Os cursistas socializaram o desenvolvimento das atividades em sala e fizeram uma mini exposição dos trabalhos produzidos por seus alunos, este momento foi muito proveitoso já que puderam trocar e experiências e observar o resultado das atividades.
Dando sequência, as atividades, a formadora leu o poema A pesca de Afonso Romano de Sant’Anna e juntos resolvemos as atividades da página 129. Os cursistas assistiram ao clipe da música “Passe em Casa” dos Tribalistas responderam as perguntas da página 157. A formadora o sorteio de um livro da poetiza Cecília Meirelles e o contemplado foi o cursista Ádemir.
Após o intervalo a sala foi dividida em apenas dois grupos devido ao número de cursista. O grupo azul fez a leitura do texto “Ampliando nossas Referencias” da página 166, respondeu as atividades e na folha de papal pardo sintetizou as respostas para apresentar a sala. O grupo verde elaborou um anunciou publicitário usando a negação conforme a sugestão da atividade da página 257 (parte III). Os grupos socializaram as conclusões.
Finalizando o estudo do TP5, os cursistas assistiram o filme “Ilha das Flores” de Jorge Furtado focalizando os pontos em que ocorria coerência textual entre a linguagem verbal e não verbal e os elos coesivos. Os cursistas ficaram impressionados, mas fizeram as observações solicitadas.
Por fim a formadora solicitou que os cursistas entregassem os relatórios que estavam em atraso e pensassem um tema para a elaboração do projeto.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

TP5 Unidades 19 e 20

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.






Relatório nº. 8 Turma: LP3 Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa TP: 5 Unidades: 19 e 20 Data: 04/07/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Começamos a oficina com a leitura do texto “O voo da águia” de Affonso Romano de Sant’Anna que nos levou a refletir sobre nossas práticas pedagógicas e em como agir em meio as transformações, os cursistas puderam opinar sobre o texto e expor seus pensamentos.
No quadro a formadora escreveu a seguinte sequências de frases: “O inicio do fim. Esqueceram meu nome. Uma ilha às escuras. A vaca voa.” Em grupos os cursistas pensaram em situações sócias comunicativas em que o uso das frases se tornasse coerente. Houve então uma explanação sobre os conteúdos coerência e coesão.
Em seguida os cursistas foram divididos em três grupos. O grupo verde analisou o poema “A pesca” do Affonso Romano de Sant’Anna , o grupo vermelho localizou os elos coesivos da música “Luar do Sertão” de Catulo da paixão Cearense e o grupo azul analisou a música “Passe em casa” dos Tribalistas. Em seguida os grupos socializaram suas conclusões e aproveitamos o momento para falar sobre o desenvolvimento das atividades na sala de aula. Os professores estão satisfeitos com os resultados que são observados sala, relatam que os alunos estão progredindo em leitura e interpretação de texto.
Antes do intervalo a formadora sorteou na sala um livro do escritor Caio Fernandes, a cursista Renata foi a contemplada. Ao voltar do intervalo seguimos a mesma dinâmica do primeiro momento. Cada grupo efetuou uma atividade diferente, o primeiro fez à leitura do ampliando nossas referências página 166 e respondeu as atividades, o segundo analisou uma redação retirada do livro “Redação e Textualidade” e o terceiro executou a elaboração de um anúncio publicitário usando a negação página 257. Os cursistas socializaram suas conclusões e conforme solicitado ou necessário a formadora interferiu nas explicações.
Para finalizar o estudo do TP5, que tratou dos conteúdos relacionados à estilística, coerência e coesão, assistimos ao filme “Ilha das Flores” de Jorge furtado foi solicitado que os cursistas prestassem atenção na linguagem não verbal e verbal do filme e aos elos coesivos disponibilizados. No primeiro momento os professores ficaram chocados com o conteúdo, mas em seguida fizeram a analise do filme localizando os pontos determinados e previamente. Também comentamos sobre os temas abordados no filme e a possibilidade de passar o filme para os alunos. Nesse momento a formadora ressaltou que será necessário os cursistas demarcarem seus objetivos ao passar o filme, já que ele é riquíssimo e pode confundir os alunos.
Por fim a formadora solicitou que os cursistas aproveitassem o período de férias para colocar em os relatórios atrasados e que os cursistas trouxessem para o próximo encontro o tema de seu projeto.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Palavras ao Vento


GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 7
Turma: LP5
Turno: noturno
Área: Língua Portuguesa
TP: 5 Unidades: 17 e 18
Data: 23/06/09 terça-feira
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-

Com a sala organizada em grupos, iniciamos o encontro com a leitura do poema “Trem de Ferro” de Manuel Bandeira, os cursistas socializaram maneiras de trabalharem o poema com seus alunos, como por exemplo, em jogral ou declamando para as turmas. Os professores em roda cantaram as duas primeiras vogais do primeiro nome para exemplificar o acontecimento da assonância nos textos, todos os cursistas participaram da atividade.
Novamente em seus lugares, os cursistas puderam socializar as atividades feitas no decorrer da semana com as turmas, perceberam as mudanças em seus alunos com relação ao desenvolvimento de suas atividades e a facilidade do planejamento das aulas.
Foi sugerido aos cursistas que trabalhassem os poemas “Trem de Ferro” de Manuel Bandeira[1] e o poema “O Trem do Manuel” de Almir Correia[2], nesse caso o professor poderia trabalhar a intertextualidade e a estilística dos dois textos além do ritmo e das rimas. Fizemos a analise do poema “Convite” de José Paulo Paes e de outros poemas dos livros “Poemas para Brincar”[3] e “Um passarinho me contou”[4].
Lemos o texto “Palavra” da página 41[5] e o livro “A tampa do Céu” de Adriana Falcão[6]. Sugeri aos cursistas que assistissem ao vídeo em que o Lázaro Ramos[7] narra o poema “Palavras ao Vento” que passassem aos alunos para trabalharem a interpretação do texto e a construção de um dicionário.
Os grupos organizaram em folhas de sulfite um texto coerente formado com recortes de palavras de manchetes e uma imagem que ilustrassem o texto produzido. Tirei algumas fotos dos grupos trabalhando e dos trabalhos prontos.
Após o intervalo, os cursistas socializaram os textos produzidos que foram recolhidos para serem fixados no portifólio dos professores.
Novamente em grupos, os cursistas analisaram os aspectos mais importantes das sessões 1 e 3 da unidade 18, assim como uma atividade do avançando na prática e relevâncias aos alunos e socializaram através de anotações no papel manilha suas conclusões sobre o conteúdo.
Destinamos um momento para os professores fazerem seu planejamento com as atividades do avançando na prática das unidades 17 e 18. Os cursistas foram motivados a lerem as próximas unidades das 19 e 20 do TP5, assim como, os relatórios que estão em atraso.

[1] BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de janeiro: José Olympio/INL, 1970.
[2] CORREIA, Almir. Poemas malandrinhos. São Paulo: Atual, 1991.
[3] PAES, José Paulo. Poemas para brincar. São Paulo: Ática, 1990.
[4] PAES, José Paulo. Um passarinho me contou. São Paulo: Ática, 1996.
[5] FALCÃO, Adriana. Pequeno dicionário de palavras ao vento. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003.
[6] FALCÃO, Adriana. A tampa do céu. São Paulo: Salamandra, 2006.
[7]

TP5 unidades 17 e 18

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL.

Relatório nº. 7
Turma: LP5
Turno: matutino
Área: Língua Portuguesa
TP: 5 Unidades: 17 e 18
Data: 20/06/09 sábado
Formadora: Anny Michelly Brito
Coordenadora - Nilce Romero Lucchese-


Iniciamos a oficina com relatos dos professores sobre as atividades desenvolvidas na semana em que precedeu o encontro. Grande parte dos cursistas conseguiu finalizar as atividades e justificaram que os alunos estão muito empolgados com as atividades do Gestar II, que as turmas estão interessadas e mais caprichosas e que após um semestre executando as atividades sugeridas pelos TPs, já conseguem ver o avanço das salas em relação às outras turmas que não estão no Programa.
Em grupos os professores fizeram a leitura do poema “Trem de Ferro” de Manuel Bandeira[1] e organizaram estratégias para trabalharem o poema. Fizemos uma roda com todos os cursistas em pé e de mãos dadas, foi solicitado que cada professor cantasse as primeiras duas vogais de seu primeiro nome para exemplificar a assonância presente nos poemas como o do Manuel Bandeira “Berimbau”[2].
Como a unidade 17 trata sobre Estilística e Coerência, algumas atividades sobre o assunto foram sugeridas pela formadora para serem trabalhadas pelos professores como o poema “Trem de Ferro” da página 19 e o poema “O trem do Manuel” da página 25. Assim como trava línguas, provérbios e advinhas que estão no AAA5.
Os cursistas também fizeram a análise dos poemas de José Paulo Paes, comentaram sobre o estilo do poeta e algumas poesias dos Livros “Poemas para Brincar” [3] e “Um passarinho me contou”[4].
A formadora pediu a uma cursista para que fizesse a leitura do texto: “Palavras” de Adriana Falcão[5]. Comentamos sobre o conteúdo do texto, sugeri aos cursistas que assistissem ao vídeo em que o ator Lázaro Ramos narra o poema “Palavras ao Vento” e foi distribuído aos professores três crônicas de autoria de Adriana Falcão, para que pudessem ter contato com escritora. Lemos o livro “A Tampa do Céu” [6], para analisar os aspectos estilísticos do texto.
Algumas revistas e sulfites foram distribuídas aos grupos para que os professores montassem com recortes de palavras, presentes em manchetes, um texto coerente e que procurassem uma imagem para ilustrar os textos.
Durante a socialização percebi que os cursistas conseguiram montar textos de diversos temas como casamento, combate a dengue, educação e até mesmo uma poesia usando palavras soltas, porém coerentes.
Na volta do intervalo cada grupo ficou responsável por analisar os aspectos mais importantes de cada sessão (3) da unidade 18 e selecionar uma atividade da sessão para realizarem com os alunos. Os grupos fizeram apontamentos no papel manilha e apresentaram suas ideias para toda a sala.
Um tempo foi dedicado para que os cursistas planejassem sua aula, já que houve muitas sugestões de atividades a serem feitas dentro do conteúdo estudado nas duas unidades. Os cursistas foram motivados a fazerem a leitura das próximas unidades 19 e 20 que tem com tema transversal o meio ambiente e estudo da coesão textual.




[1] BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. Rio de janeiro: José Olympio/INL, 1970.
[2] Idem ao 1.
[3] PAES, José Paulo. Poemas para brincar. São Paulo: Ática, 1990.
[4] PAES, José Paulo. Um passarinho me contou. São Paulo: Ática, 1996.
[5] FALCÃO, Adriana. Pequeno dicionário de palavras ao vento. São Paulo: Planeta do Brasil, 2003.
[6] FALCÃO, Adriana. A tampa do céu. São Paulo: Salamandra, 2006.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

domingo, 21 de junho de 2009

Perfil

Formadora Anny Michelly Brito, casada, natural de Campo Grande/MS, residente à rua Pridiliano Rosa Pires, bairro Mata Do Jacinto, Campo Grande MS, professora formadora pela SED (Secretaria de Estado de Educação) no município de Campo Grande e também atua como professora do ensino fundamental com turmas do 6º ano, licenciada pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) com habilitação português/inglês.

Para a oficina do TP5

video